Pages

domingo, 24 de novembro de 2019

Recuperação de nascente eleva qualidade de vida de quilombolas em União dos Palmares

No município de União dos Palmares, mais precisamente na Serra da Barriga, berço da resistência representada por Zumbi dos Palmares, o Governo de Alagoas, por meio da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh), recuperou uma nascente, que é usada para o abastecimento de famílias quilombolas, e inaugurou a Fonte Cristalina Dandara, elevando a qualidade de vida dos moradores da região e enriquecendo o turismo local. As ações foram realizadas na quarta-feira (20).

Dona Neusa Maria dos Santos, de 69 anos, descendente de quilombolas e moradora da região desde que nasceu, foi uma das beneficiadas com a recuperação da nascente do local. Agora, ela e sua família têm acesso a uma água de qualidade para o consumo.

“Antes a água não era assim. Às vezes, tinha um gosto diferente. A gente tentava proteger o local com telhas para que nenhuma sujeira chegasse, mas nem sempre resolvia. Agora é diferente, ela é mais fina, não tem gosto e a gente usa para fazer tudo sem medo”, conta dona Neusa.

Além da recuperação, foi criada a Fonte Cristalina Dandara, na ladeira da Serra da Barriga, com o intuito de hidratar turistas e moradores que percorrem a região, recebendo a mesma água que abastece as quase dez famílias da localidade. O nome escolhido foi uma homenagem à guerreira Dandara, que também se tornou símbolo de resistência pela luta contra a escravidão no período do Brasil Colônia.

 “A ideia inicial era fazer a recuperação apenas da fonte. Mas não sabíamos que os moradores estavam com água tão imprópria para consumo humano. Foi aí que conhecemos a dona Neusa e as famílias que consumiam essa água imprópria. Quando chegamos ao local, constatamos que era uma água muito comprometedora para a saúde. Antes da nossa intervenção, era comum que animais de várias espécies compartilhassem da mesma água dos moradores. Então, melhoramos a qualidade da água e fizemos todo tratamento, para que não houvesse risco para o consumo humano”, relata o coordenador do Programa, Adolfo Barbosa.

O Programa de Recuperação de Nascentes já recuperou, desde 2015, mais de 180 delas que estavam sem funcionamento ou prejudicadas pela ação do homem. Mais de 16 mil pessoas foram beneficiadas.

Além disso, os técnicos da Semarh capacitam os moradores das localidades, que podem repetir o processo em outras regiões, fazendo uma ação multiplicadora da ação.

Na Serra da Barriga, além de elevar a qualidade de vida dos moradores, a recuperação da nascente se tornou um atrativo às pessoas que visitam a localidade, como destaca o secretário do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Fernando Pereira.

“O trabalho do programa de recuperação transforma toda a área de nascente em um filtro natural, protegendo de qualquer ação que possa comprometer o líquido. Além de melhorar a qualidade de vida, eleva a autoestima de todos. E aqui, conseguimos levar esse recurso hídrico aos turistas e moradores da região, com a Fonte Cristalina Dandara, que podem provar e se hidratar dessa água que um dia já serviu para saciar a sede de todo um povo que lutou por sua liberdade. É um fato histórico que podemos resgatar e compartilhar com todos que visitam a região”, enfatizou Pereira.

A ação faz parte da Maratona Hídrica, que percorrerá mais de 20 municípios nos próximos 30 dias visando levar água própria para o consumo às famílias que moram em regiões de seca e com dificuldade no acesso aos recursos hídricos.
Serão entregues nos municípios equipamentos dos programas executados pela Semarh, como os Programas Água Doce (PAD), Água Para Todos e o Programa de Microssistemas e a Recuperação de Nascentes. 

Além disso, será feito o cadastro e serão entregues outorgas para o uso da água na região do Sertão.  Também serão realizadas visitas as obras que estão em andamento.

Dentre as obras que serão entregues e as que estão em andamento, serão beneficiadas um total de mais de 4.100 famílias alagoanas, que terão água pronta para o consumo.

sexta-feira, 15 de novembro de 2019

Governo dá início às comemorações do Mês da Consciência Negra

Na manhã de hoje (14), o Governo de Alagoas iniciou as comemorações do Mês da Consciência Negra. O dia foi marcado com a inauguração da implantação e pavimentação do acesso à Serra da Barriga, em União dos Palmares. Durante a ocasião aconteceu a apresentação da Orquestra de Tambores e uma corrida na estrada agora inaugurada.

A Superintendente de Diversidade e Identidade Cultural da Secretaria de Estado da Cultura (Secult/AL) esteve presente durante na solenidade, representando a titular da pasta, Mellina Freitas. “Mais um ano realizamos diversas ações alusivas ao mês da Consciência Negra. É um período muito importante para refletirmos sobre liberdade e estarmos mais mergulhados na cultura e preservação desse patrimônio que é a Serra da Barriga”, disse Perolina.

Como forma de encerrar o dia de comemoração, a Secult, através do projeto Cultura Para Todos, leva até o município de União uma programação musical que conta com as apresentações de Vibrações, Solange Almeida, Peruano e Forrozão das Antigas. O evento é gratuito e acontece a partir das 21h.

Mais ações
Até o dia 20 de novembro acontecem em Maceió e em União dos Palmares diversas ações. O projeto “Vamos Subir a Serra”, direcionado à comunidade negra e a sociedade em geral, leva a reflexão do episódio histórico da luta pela liberdade no solo sagrado do Quilombo dos Palmares.

Com mais de 30 ações, o projeto evidencia a temática étnico-racial de forma plural, levando a interação e o pertencimento através de seminários, palestras, shows, oficinas e muito mais.

Até 17 de novembro, na Praça Multieventos, na Pajuçara, em Maceió; acontece a primeira etapa do projeto. No dia 19, as atividades acontecem na Serra da Barriga e encerrando o evento, a Mostra Quilombo de Cinema Negro, dos dias 20 a 22, no Centro Cultural Arte Pajuçara, em Maceió.

Integrando a programação, a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur), realiza o 4º Festival Quilombola, que celebra a gastronomia afro-brasileira. O evento acontece entre os dias 14 e 17, das 17h às 22 horas, na Praça MultiEventos, na praia de Pajuçara, em Maceió.

Durante o evento o público poderá provar 20 pratos de 20 restaurantes diferentes. Acarajé, Erêmin Dayó, Bobó, Olóómi, Tabuleiro da Baiana e Assado com Farofa Xapanã são algumas das delícias que serão servidas ao público, todas no valor fixo de R$ 15 cada. 

A entrada é gratuita e o festival contará com apresentações artísticas e culturais.

As atividades recepcionam a data 20 de novembro, Dia da Consciência Negra, onde acontecem os tradicionais ritos na Serra da Barriga, em União dos Palmares.

Confira toda a programação nas redes sociais da Secult: @secultal.

Sugestão de legenda: 

Até o dia 20 de novembro acontecem em Maceió e em União dos Palmares diversas ações.

Fonte: TNH1

sexta-feira, 8 de novembro de 2019

20 de Novembro: Solange Almeida, Sandra de Sá e Banda Vibrações estarão em União dos Palmares

 


A cidade de União dos Palmares se prepara para comemorar em novembro o Mês da Consciência. A data foi assim designada porque, de acordo com o historiadores / professores, o líder negro Zumbi dos Palmares, rei do Quilombo dos Palmares, foi morto no dia 20 de novembro de 1695. 

A divulgação cultural do evento ainda não foi publicado, porém, o Blog JMarcelo Fotos, antecipa algumas das atrações artísticas para seus leitores.

Dia 14 de novembro, a cantora Solange Almeida, será a grande atração na inauguração da pavimentação da Serra da Barriga. Solange é cantora e compositora natural da cidade de Alagoinhas na Bahia, já integrou as bandas: Cavaleiros do Forró, Caviar com Rapadura, Banda G e Aviões do Forró.

Só na banda Aviões do Forró a mesma permaneceu por 14 anos liderando a banda juntamente com o cantor Xand Avião. A artista já esteve em nosso município realizando show.

Dia 19 de novembro, na Praça Basiliano Sarmento, quem se apresenta é a cantora e compositora carioca Sandra de Sá, representante da Música Popular Brasileira (MPB), com denso enfoque em black music mundial. Considerada uma das maiores cantoras da Música Popular do Brasil.

Dia 20 de novembro, conforme falou uma fonte ao blog uma das atrações será a banda Vibrações o grupo é natural de Maceió, e surgiu no ano de 1998.
Vibrações arrasta uma multidão de apaixonado pelo reggae original jamaicano e da turma que ama boa nacional. Com influências diversas, traz na bagagem a sua autenticidade na estrutura rítmica contagiante dos batuques afro-brasileiros e indígenas, nas letras de denúncia social, mescladas com o apelo urgente pela não-violência, baseada na paz, amor e justiça para com os desfavorecidos.


A programação completa da programação sairá nos próximos dias.
  
II BERIMBALADA DE PALMARES 



 

LEIA TAMBÉM:

 A História de "Dona" FLAMBOYANT, Moradora de União dos Palmares

domingo, 3 de novembro de 2019

Jornalista lança livro contando trajetória do Quilombo e a origem de União

Impossível ler, sem se emocionar, o capítulo da última batalha dos aguerridos quilombolas palmarinos, na Serra da Barriga, contra as tropas de Domingos Jorge Velho, que destruiu o Quilombo,100 anos depois de sua fundação, em 1694.

É assim o livro “O Quilombo dos Palmares, Ocupação das Terras e o Surgimento de Vilas: Uma Introdução à História de União dos Palmares”, que a escritora palmarina Genisete Lucena Sarmento está lançando, no próximo dia 4, às 20 horas, no Estande da Biblioteca Pública Estadual Graciliano Ramos, na 9ª Bienal Internacional do Livro de Alagoas, em Jaraguá.

O diferencial do livro é o aprofundamento da pesquisa histórica sobre a origem de União Palmares e que se estende até o século XX, contendo os episódios marcantes de personagens que influíram, decisivamente, na formação, não só da Zona da Mata, mas da civilização alagoana.

O livro de Genisete, tendo como fio condutor a saga de Zumbi dos Palmares, traz fatos definitivos sobre esse episódio da História do Brasil, de grande repercussão, mas nem sempre visto com objetividade em relação à pesquisa de documentos, ora sonegados, ora destruídos, no Brasil e no exterior, como se fosse para esconder uma vergonha social!

Representando o rompimento desse bloqueio, “O Quilombo dos Palmares, Ocupação das Terras e o Surgimento de Vilas”, mostra até em “minúcias paroquiais”, como se deram as discórdias entre o bandeirante Domingos Jorge Velho, os governos da Capitania de Pernambuco e os reis de Portugal, acerca do destino das grandes extensões de terras que foram desocupadas, com a destruição da fortaleza negra.

O livro conta como, nesse tecido social deflagrado por rebeliões, guerras e revoluções, os municípios de União dos Palmares e Atalaia e os demais da região se originaram, trazendo à tona a história de personagens destacados, como Basiliano Sarmento e o tenente-coronel da Guarda Nacional, Joaquim Correia.

O lançamento do livro de Genisete Sarmento, oportunamente, no mês da Consciência Negra, proporciona ao meio cultural-educacional material qualificado para ampliar a reflexão sobre a importância do Quilombo dos Palmares, como exemplo histórico de luta persistente do homem contra as opressões de natureza política.
 
TNH com o blog A Palavra

segunda-feira, 21 de outubro de 2019

Diário de um Gordinho...

Nesta segunda-feira, dia 21, fiz meu exercício matinal na pista que vai para Serra da Barriga. No caminho vamos sentido a brisa do ar fresco com as águas do Rio Mundaú.

O acesso que liga ao Parque Quilombo dos Palmares é o novo point de quem procura uma vida saudável aqui em União dos Palmares.

Nas manhãs e tardes a rodagem fica repleta de atletas e cidadãos comuns para a prática de atividades físicas. A mesmo tem o fluxo de transporte beirando zero.

Minhas caminhadas ainda são escassas para meu problema de saúde. Estou com 142.70 grama. 

Me sinto pesado e com dores no corpo e com a respiração comprometida. Na verdade não existe uma única vantagem em ser OBESO!

Quero comprometer nas segundas colocar algo no blog JMarcelo Fotos sobre o meu processo de emagrecimento.

#DEUSNAFRENTE   

LEIA TAMBÉM:

terça-feira, 15 de outubro de 2019

Meu sexto ano como professor!!! Por José Marcelo Pereira da Silva


Hoje, terça-feira (15), se comemora O DIA DO PROFESSOR. Profissional esse responsável por ensinar as primeiras letras e nos acompanhar até nossa formatura entre outras graduações.

Nesta data completo meu 6º ano como profissional da educação em União dos Palmares. Tenho muito orgulho de SER PROFESSOR, sei o quanto meu trabalho é fundamental para a formação dos adolescentes que ensino ou qualquer cidadão mundo afora. 

Sabemos que a luta para ensinar é enorme. A atual geração de estudantes não é a mesma de anos atrás, nossa juventude dispõe de vários mecanismos tecnológicos, a exemplos dos celulares que mal usado pelos alunos podem render uma menor participação em sala de aula.

Fora os telefones, fatores como: indisciplina dos discentes; salários defasados; longa carga horária; péssimas condições de trabalho (muitos casos) e a violência sofrida por professores tiram o sono dos docentes.   

Há seis anos agradeço a DEUS "sempre" por não sofrer ameaças de alunos, pais ou colegas de labuta. Atualmente trabalho na Escola Municipal Dr. Antonio Gomes de Barros em Rocha Cavalcante e mesmo sendo uma comunidade carente não sofremos violência. Também reconheço e agradeço ao PAI por me sentir seguro ministrando minhas aulas. Aprendemos ensinando... 

As experiências e conhecimentos adquirimos na prática do dia a dia em sala, aulas de campo, datas comemorativas e nas amizades que vamos construindo com os "PARCEIROS DE AULA", como chamo meus alunos.

Portanto, que sejamos nos espaços escolares, responsáveis pela formação e dignidade dos alunos, como também humanos para apoiar, conversar e abraçar nos momentos que eles precisam. 

Lembrando que o mesmo carinho que depositamos neles... Recebemos em troca. 

PARABÉNS AOS PROFESSORES.


 Abaixo fotos tiradas na Escola Municipal Salomé da Rocha Barros.
Júlio César, Eu e Franco Maciel