Pages

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Palmarina reproduz bordados de renda em peças de cerâmica coloridas



Meu nome é Silvânia, mas pode me chamar de Maria Corá. Sou casada e tenho três filhos, nasci em União dos Palmares (AL) e perdi meu pai logo cedo. Fui garçonete, frentista, vendedora, feirante, hoje sou ceramista. A cerâmica foi e é a único desejo que nunca desisti. 

Meu primeiro contato com a cerâmica aconteceu em oficina com Arlindo Monteiro (que esculpe lindas esculturas em palito de fósforo), paixão a primeira vista pelo barro: minha escultura de um anjo saiu na TV Globo local. Uns cinco anos depois voltei de Fortaleza e entrei em um curso de inglês, daí alguém me falou do Atelier de Cerâmica Eva LeChapion. Endoidei na mesma hora.

Bom, daí liguei e falei com Eva. Virei aluna e, como queria ficar o tempo todo no atelier, Eva me propôs parceria, passei a dividir alguns custos. Foi uma época memorável, depois das 3 ou 4 queimas já levava as peças para vender no Armazém Sebrae! Aprendi muito com Eva LeChapion durante uns três anos que participei da vida do Atelier LeChapion. 

Eva respira, vive e transpira arte, sua paixão pela cerâmica me intoxicou de uma forma definitiva. Suas frases me inquietam até hoje: “um dia o planeta vai voltar ao barro, substituindo o plástico de petróleo”, disse, pelo que lembro. Havia uma utopia nascendo ali. 

Entrei mesmo no barro e, depois de seis meses já tinha 4 alunas. Adorava trabalhar, fazer esculturas, ensinar e viver da arte cerâmica.

Me animei e resolvi sair do Atelier e possuir minha própria loja, embarquei de cabeça junto com a turma do Artesanato dos Guerreiros. Foi difícil, um grande choque, pois tinha metas financeiras há atingir todo mês e ao mesmo tempo começaram os problemas com meus braços, pois a forma de preparar o barro para o trabalho era toda manual, o que degradou minha musculatura. Aprendi depois outros jeitos de preparar o barro. 

A cerâmica é minha companheira, e tem me dado muitos presentes, inclusive um marido, que me conheceu em um curso que ministrei no SENAC-AL. Ele tem sido meu companheiro e cúmplice em minhas loucuras de barro, inclusive nas aventuras pelo Estado de Alagoas e além para encontrar barro bom, materiais de esmaltes, conhecimento.

VEJA REPORTAGEM DA GAZETA COM A PALMARINA AQUI


quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Nível do Rio Mundaú baixa e União dos Palmares pode ficar sem água

A situação do município de União dos Palmares, localizado na Zona da Mata de Alagoas, é preocupante. O nível do Rio Mundaú voltou a baixar, acendendo o alerta dos órgãos responsáveis pelo abastecimento de água da região. O diretor do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE), José Antônio, frisou que o cenário é crítico. 

“Nosso estado é de calamidade. De ontem para hoje, o nível do Rio caiu muito. Havíamos preparado um sistema de rodízio, mas não sabemos se vamos conseguir implantar com essa queda. É possível que amanhã não haja abastecimento em União. Não sabemos mais o que fazer”, lamentou. 

Ainda segundo o diretor, nesta terça-feira, 6, um relatório foi encaminhado à Associação dos Municípios de Alagoanos (AMA) e do Instituto do Meio Ambiente (IMA) para solicitar auxílio com os problemas de abastecimento. 

José Antônio afirma que ainda não há uma explicação para a seca drástica que começou há aproximadamente 15 dias. Ele confirma que um dos problemas é a falta de chuvas, que já dura quase quatro meses. Outro fator observado pela SAE é a presença de diversas bombas da Usina da Serra Grande, que poderiam estar extraindo muita água do Rio. 

“Não sabemos quantas bombas são precisamente, mas elas fazem a irrigação das regiões de cana de açúcar. Amanhã, inclusive, vamos nos reunir com representantes da Usina para analisarmos alternativas para melhorar a situação do abastecimento”, diz. 

Em imagens recebidas pelo TNH1, é possível perceber a atual situação do Rio Mundaú. A escassez contrasta com a vegetação e os diversos “bancos de areia”. Um vídeo mostra os funcionários da SAAE trabalhando dentro do Rio Mundaú, já com pouquíssima água. 

Fonte: TNH1

Vergonha!

#EuSouProfessor/a


#ACORDABRASIL

Acesso da Serra da Barriga, será que sai agora?


terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Alunos e professores da Escola Antonio Gomes realizam passeio de confraternização

Jussan Gonçalves, Cleonice da Silva, José Marcelo, Sandra Viera e Quitéria Rocha


Final de ano batendo na porta.  É nesse período que amigos e colegas de trabalho se reúnem para se confraternizarem e unir pensamentos positivos para um ano novo que se aproxima. Com professores  não poderia ser diferente,  pois em meio a dezenas de cadernetas, correções de provas e notas finais dos alunos começam organizar seus festejos de final de ano. 

Sendo assim, aconteceu hoje, dia 05, na Chácara Maria do Carmo, zona rural de São José da Laje, uma confraternização entre professores e alunos. Tudo foi organizado pelo professor de História, Jussan Gonçalves e dos alunos dos nonos anos "A" e "B", do ensino fundamental II, da Escola Municipal Antonio Gomes de Barros. 

O amplo local com piscina, campo de futebol, quadra de areia, cadeiras e redes de balanço, cozinha, entre outros espaços para interagir e fotografar agradou a todos para este momento de lazer. 

Além da presença do lajense Jussan, participaram do passeio os professores, José Marcelo, Quitéria Rocha, as coordenadoras Sandra Viera e Cleonice da Silva que prepararam um gostoso almoço para 45 pessoas. 

Entre brincadeiras e gargalhadas o encontro tinha no ar um tom mais de despedidas, já que próximo ano a maioria dos alunados dos 9 anos estarão em outras instituições escolares aqui em União dos Palmares. 

Aqui fica registrado o carinho de toda equipe nos nomes das diretoras Verônica Candido e Rose Santos da Escola Antonio Gomes para que todo(as) possam trilhar caminhos de sucesso em suas vidas.
 

Eletrobras realizará serviços de manutenção de rede em União dos Palmares nesta terça dia 06


Para melhorar a qualidade da energia elétrica, em benefício da população alagoana, a ELETROBRAS DISTRIBUIÇÃO ALAGOAS avisa que realizará serviços de manutenção na rede de distribuição, e para isso precisará interromper o fornecimento nas seguintes localidades:

Das 9h às 12h: UNIÃO DOS PALMARES - Rua Doutor Hermano Sarmento Plech, Rua Abílio Gomes, Rua Doutor Tancredo Neves, Praça Padre Cícero, Travessa Doutor Tancredo Neves e adjacências.


ATENÇÃO: Se os serviços de melhoramento e manutenção forem concluídos antes da hora fixada, a rede elétrica será energizada independentemente de novo comunicado. Como medida de segurança, o cliente deve considerar energizadas todas as suas instalações elétricas durante o período mencionado neste aviso.