Pages

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Ibrape/Cadaminuto: Mano 52% e Beto Baia 34 % em União


Localizado na Região da Zona da Mata de Maceió, no estado de Alagoas, com cerca de 62.627 habitantes.e uma área de 427 km², o município de União dos Palmares teve divulgado o resultado da segunda pesquisa de intenção de votos, feita pela parceria Ibrape – Cadaminuto, para o cargo de prefeito da cidade nas eleições de 2012.

A pesquisa Ibrape-Cadaminuto no município de União dos Palmares em cumprimento ao que dispõe o art. 33 e seus incisos 1º e 2º da lei 9.504 de 1997, assim como o art. 7 º da Resolução TSE nº 23.364 de 2011, comunica para ciência dos interessados que o Ibrape Pesquisas LTDA encaminhou á Justiça Eleitoral no dia 25 de setembro de 2012 os dados referentes à pesquisa contratada pela Barros Melo Comunicação LTDA – Portal Cadaminuto sob o número de registro 0043-2012

Como todas as pesquisas registradas pelo Ibrape-Cadaminuto a pesquisa completa, com todos os dados técnicos, se encontra disponível no TRE-AL para os interessados.

Foram realizadas 1.000 entrevistas durante os dias 26 e 27 de setembro com eleitores de 16 anos ou mais. O intervalo de confiança estimado é de 95 % com a margem de erro máxima de 3,4% para mais ou para menos.

No total 33 localidades do município foram visitadas.

Resultados

Foi feito, à população, de União dos Palmares o seguinte questionamento: neste ano haverá eleição para prefeito no município, entres os nomes de Manoel Gomes de Barros, o Mano e Beto Baia, os dois candidatos registrados na disputa pela prefeitura, em qual deles o senhor votaria se a eleição fosse hoje?

Assim responderam os entrevistados:

52% disseram que votaria no candidato Mano, 5% a mais que no primeiro levantamento e 34% votariam no candidato Beto Baia, 7% a mais que no primeiro levantamento, 12% se dizem indecisos e 2% votariam branco ou nulo.

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

"O número de senhoras que fazem tatoo e trazem seus filhos tem aumentado muito" Diego Sarmento

A criança que cresceu vendo suas tias professoras fazendo desenhos para trabalhos escolares entre folhas e cartolinas, também percebeu que tinha talento para o desenho quando passou a desenhar para as tias e suas amigas de profissão, assim Diego Rafael de Sousa Sarmento descobriu sua profissão e tornou-se tatuador.

Na adolescente viu a máquina de tatuar que o amigo Junior Agamenon tinha feito e que posteriormente fez uma pra ele, a engenhoca serviu para fazer as primeiras tatoo nele (tem duas e a próxima será o nome completo do filho Nicolas Ferreira de Sousa Sarmento) e nos amigos. O gosto para a futura profissão fez com que ele começasse a ecomonizar para comprar os kits de tatuagens e estagiar com dois tatuadores de União dos Palmares.

Hoje com dez anos de profissão e com seu próprio estúdio, Diego Geu diz que os clientes adultos formam seu maior público como as senhoras de 45 e 50 anos que antes não podiam fazer tatoo por preconceito dos pais ou da sociedade, agora levam seus filhos para fazer também. Seus clientes variam muito de idade e condições financeiras. Funcionário da Líder Distribuidora de Bebidas (revenderoda da Schincariol) e cursando Geografia na Uneal, Sarmento vai agendando para os finais de semana os novos trabalhos com os clientes.

Com seus 26 anos, Diego conta que tatuagem é coisa séria já que é algo para sempre. Segundo ele, 80% de quem faz nomes de parceiro/as retiram ou fazem outra por cima, embora o procedimento seja mais caro do que fazer outra tatuagem. Menores de idade só podem fazer com procuração assinada pelos pais. O tatuador também trabalha com maquiagem definitiva que a cada 5 anos é preciso fazer retoques.

Sobre a polêmica da dor ao fazer uma tatoo, Diego afirma que depende da área do corpo que será tatuado e também de pessoa para pessoa. Alguns clientes ficam tranquilos, conversam com o tatuador, já outros são mais inquietos pela sensação de incômodo. A principal dica para a cicatrização da tatuagem, que demora em torno de duas semanas a um mês, é não comer comidas carregadas e passar pomadas.

Casado com Mariana Ferreira dos Santos, 26 anos auxiliar em estética eles esperam o primeiro filho Nicolas para janeiro 2013 e já marcou com a esposa uma nova tatoo com o nome do filho (ela tem uma). Geu, como é conhecido pelos amigos, é músico há dez anos e toca guitarra e violão. Para ele o prazer que tem nas coisas que faz e o apoio da amada possibilita conciliar tantas atividades.

Em março de 2013 estará com outros tatuadores do Brasil no Centro de Convenções Ruth Cardoso em Maceió, na principal feira de profissionais no país.

Contatos: (82) 9332-5296, 9686-0040 e 3281-5245
Email: diegogeu@hotmail.com

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Minhas férias na cidade do meu amor Por Fabiana Vieira

Inicialmente, vou contar como nos conhecemos. Eu conheci o Rogério atráves do Facebook, quando postei algumas fotos de paisagens, e ele comentou, então começamos a conversar, eu o adicionei e surgiu uma amizade, descobrimos afinidades, conversavamos sempre, depois de um tempo ele me pediu em namoro e é claro, que eu ACEITEI !!
 Matéria completa AQUI
 

"Murici tem cultura, só basta ser enxergada." Wanderson Gomes


Encontrei com o blogueiro Wanderson José Francisco Gomes neste sábado, dia 22, no Festival Integrado de Artes Linha de Produção aos pulos curtindo cada banda e fazendo a cobertura do festival para o seu blog, o Cultura ao LadoNatural de Murici e terminando o curso de Ciências Sociais na UFAL. O seu TCC aborda o carnaval da cidade, que é um fenômeno na região. O Bloco Tudo Azul, com todos os foliões pintados de azul, arrasta uma multidão de mais de 65 mil pessoas. Gomes faz uma trajetória no tempo e através da sociologia tenta desvendar o sucesso do bloco para a cultura da cidade.

Mas Murici não é só carnaval. Wanderson destaca na cultura local as festas religiosas, entre elas a procissão do Padre Cicero, que termina com a romaria ao Juazeiro do Norte, e o Festival da Natureza, evento de música pop que acontece em novembro e atrai cada vez um público maior. Outra grande atração da cidade é a reserva de mata atlântica com várias cachoeiras e, principalmente, os pássaros que só existem na zona rural do município.

Wanderson diz que a cidade é acolhedora, mas a parte rural é mais bonita. A parte urbana (que sofreu com as enchentes) tem que se estruturar e ter espaços para a juventude. A cidade, segundo ele, não tem espaço para um público mais alternativo, o que faz com que as pessoas se desloquem para União, Arapiraca ou Maceió.
   
O blog Cultura ao Lado surgiu de várias influências que tratam de cultura em geral, normalmente excluída dos grandes veículos de comunicação. Como não tinha esse portal em Murici, ele resolveu criar para divulgar a cidade. Há um projeto com um selo do blog para divulgar os eventos de expressões culturais.

Aos 23 anos, o futuro sociólogo vem juntando os amigos e com estudos mostra a sociedade muriciense que a cultura da cidade é importante para a identidade da população e das futuras gerações.   
 

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Roda de capoeira dia 20 de novembro

Ginásio em União dos Palmares recebe atletas de Alagoas, Pernambuco e Paraiba


O Ginásio Manoel Gomes de Barros ficou lotado neste domingo, dia 23, com atletas vindos de vários municípios dos Estados de Alagoas, Pernambuco e Paraíba, com a IX Copa Interna Sandro Melo de Jiu-Jitsu, etapa União dos Palmares. As competições realizadas nas cidades onde tem a academia do mestre Sandro Melo, são para que os competidores possam mostrar sua força e abilidade no tatame.

Matéria completa AQUI

Agenda Cultural



Hoje tem forró em União dos Palmares. O estilo musical que é um dos mais pedidos na cidade e atrai apaixonados em qualquer época do ano. Pela primeira vez em União a Banda Forrozão Tropykália, de Iguatu-CE,  traz para a cidade os seus maiores sucessos. O evento está sendo organizado pelo cantor palmarino Tico Black e será na frente da AABB.

A Agenda Cultural deste sábado indica para os visitantes e moradores de União dos Palmares um passeio ao Povoado Muquém, que fica na zona rural do município. Muitos dos moradores são remanescentes do Quilombo dos Palmare, O povoado abriga mais de 500 pessoas que vivem do corte da cana, da lavoura e da fabricação de panelas, potes e outros objetos de barro.

No passeio o turista terá a oportunidade de conversar com os moradores e saber as histórias dos seus antepassados.  No povoado o visitante pode tirar fotos e comprar lembranças produzidas pelos famosos artesãos de lugar, especialmente Dona Irinéia Nunes.

Boa visita!